. . .

quinta-feira, setembro 07, 2017

Glitch: minha teoria sobre a série

Glitch: minha teoria sobre a série

Para quem já estava esquecendo da série, é hora de voltar a ansiedade com essa teoria que consegui supor diante a tantos mistérios. Logo a série estará de volta, então vai uma prévia do que estaria acontecendo na pequena cidade de Yohanna:

AVISO; por conta da nova temporada, a teoria desse post foi atualizada, e você pode lê a atualização no final dele.

 É tudo um estudo para um experimento científico 

Glitch: minha teoria sobre a série

Como sabemos, a Dr. Elishia também está morta, o que sugere que algum dia ela já foi uma cobaia, seja de outra pessoa ou dela mesma. Sabendo disso, e considerando a existência de um limite encurralando os mortos-vivos, é inevitável não pensar que tudo isso, e o motivo pelo qual eles voltaram a vida, faz parte de um estudo. Já a finalidade dele, suponho que seria entender o que saiu de errado com o experimento, já que como o que aconteceu com o Vic, a ligação entre alma e corpo aparentemente não estava tão de acordo, e é algo que precisaria ser melhorado, não é mesmo Dr. Elishia?!

 Além do experimento 

Glitch: minha teoria sobre a série

Há algumas coisas na série que podem ter passadas despercebidas, lembra de quando o Vic se acidentou? lembra do barulho do rádio? lembra das vezes que os mortos-vivos tentaram sair da cidade, e fez um barulho que parecia ser uma interferência de um sinal? então... Talvez o que os mantém vivos seja esse sinal, cujo eles só possam viver aonde ele alcança (ainda mais considerando que no trailer da segunda temporada da série, aparece alguém com um equipamento parecido com um transmissor de rádio). Já o comportamento estranho do Vic, como se tivesse sido incorporado por uma entidade bancando a Mãe Natureza... aquilo foi bizarro! e deu pra perceber que é algo ou alguém misterioso, seria mesmo uma entidade? ou só a tal falha do experimento que falei antes? ou do sinal? (nesse caso, seria interessante, já que faria jus ao nome da série).
Claro, pode ser que o sinal também seja o próprio experimento, e a cobertura para manter os mortos-vivos vivos seja um efeito dele (não sendo assim, coisas separadas).

Glitch: minha teoria sobre a série

E sobre o que aconteceu antes daquela noite de ressurreição, muito provavelmente ela trabalhava para alguma empresa, e foi demitida quando apresentou (ou foi descoberto), seu experimento. (deve ter havido alguns risos, a chamaram de loca, e a mandaram embora... Clássico!).
E então, provavelmente, a partir disso, foi quando ela criou a sua própria empresa; para poder assim dar continuidade às suas pesquisas, e posteriormente testá-la na cidade de Yohanna..

Glitch: minha teoria sobre a série

Gostou da teoria? tem uma diferente? divida com a gente nos comentários aí embaixo!
A série terá uma estréia dia 14 de setembro no iview da ABC, e outra em 28 de novembro na Netflix. Aguenta a ansiedade, que falta bem pouco!! 

 ATUALIZAÇÃO 

Gente, agora que a 2 ª temporada foi lançada, ficou tudo mais... CONFUSO AINDA! Aquela mulher dá empresa, o que ela quer fazer com o cara que parecia ter morrido (de vez)? será que ela tem alguma relação com ele? será que ela vai testar alguma coisa? procurar a fonte do problema? seria a mãe natureza o tal probleminha? que nem eu disse na teoria que, aliás, acertei algumas coisas rsrs... que dizer, eu acho, ou será que não? nunca dá pra ter certeza de nada nessa série! aaaaaaaaa

Mas assim galera,  acho que continua indo por essa hipótese mesmo; de que Elishia não fez o experimento direito, só que dessa vez, a unica falha provavelmente é o limite em que os mortos-vivos não podem atravessar (já que ela pode...). E o que tava querendo acabar com eles, provavelmente deve ser alguma entidade mesmo, que claramente é contra a essa coisa de voltar a vida. E muito provavelmente deve ter mesmo relação com o além, o que vem depois da morte; ou seja, nada de alienígenas, erro cientifico ou qualquer outra coisa parecida.

E por falar nessa coisa de além... Aquela conversa que ela, Dr Elishia, teve com o John foi bem... (provavelmente o que deixou a galera mais confusa). No episódio 2x05, ele disse ter lembrado dela nos flashbacks que ele teve (no laboratório), mas ele viveu há mais de 200 anos, então como isso seria possível? ela indagou perguntando do que ele se lembrou e ele disse de como se sentiu, e ela sugeriu que o que ele sentiu era como se os dois estivessem conectados. Numa outra cena elA diz que Elishia morreu há 4 anos e quando ela acordou, ela (agora) era ela (antes?). Tipo... Então é isso? ela viveu com ele há 200 anos e voltou a vida há 4... quando Elishia (de antes) provavelmente testou o experimento nela mesma e quando morreu acabou voltando a pessoa errada? Daí então, posteriormente, resolveu trazer ele também? E por algum motivo inesperado os outros vieram juntos (como ela disse)? Faz sentido, ainda mais se formos parar pra analisar que enquanto médica viva ela era gay, mas quando médica morta-viva ela é hétero (isso, claro, desconsiderando uma possível bissexualidade).

Mas nas cenas em que ele lembra do passado, aparece duas mulheres inconscientes, mas não fica claro se alguma delas é quem é que esteja no corpo de Elishia. Na verdade, com certeza não seria mesmo, já que ela diz que naquela época ele foi embora e virou capitão... e sim, nessas lembranças ele estava com o figurino! Ou seja, ele só sentiu ela nas lembranças! apenas sentiu que estavam conectados! E quando perguntou o porque de sentir assim à Elishia, ela disse que não consegue explicar em palavras, e que com o tempo ele iria entender. ~ com o tempo ele iria entender é o cacete, a gente tá há duas temporadas sem entender porra nenhuma quem dirá um bocó que não lembra nem o que comeu ontem...

Mas enfim, é isso... espero que tenha uma terceira temporada e que ela seja mais explicativa, e claro, que as explicações sejam boas, porque esse negocio de além mesmo, ta enrolando desde a primeira temporada, logo, é quase uma obrigação a explicação ser a altura, né?! Então, que não nos decepcione!
Atualização 2; galera, leia essa teoria que o Lucas Aquino comentou aí embaixo; super encaixa no que eu disse, e acho que faz muito sentido!

0 comentários:

Postar um comentário